NOTÍCIAS

28/05/2019
Congresso internacional debate propriedade intelectual, novas tecnologias e privacidade

Por: Daniel Santos

() comentários

Para proporcionar o debate sobre propriedade intelectual, ocorre a cada dois anos na IMED, o Congresso Internacional de Propriedade Intelectual, Gestão da Inovação e Desenvolvimento e Mostra de Trabalhos e Cases.  De acordo com a professora Salete Oro Boff, umas das organizadoras do evento, a temática proposta nesta edição desempenha importante papel no contexto do desenvolvimento tecnológico e geração do conhecimento no mundo globalizado. “Nós nem percebemos, mas a propriedade intelectual está constantemente no nosso dia a dia. Tudo o que utilizamos de produtos pertencem a uma marca, patente ou direito autoral e até mesmo no lazer, como filmes, livros e músicas, são exemplos de produtos protegidos”, explica.

 

Em um ambiente que não há fronteiras, como é o caso da internet, as criações já nascem globais e isso amplia o desafio do Direito, pois não pode estar mais restrito aos limites territoriais tradicionais. “A discussão do evento está relacionada ao paradoxo que está presente e se discute muito nos dias de hoje, que são os padrões de conceitos e concepções de propriedade intelectual do século XVIII. Sabemos que as novas tecnologias e a internet são totalmente diversas no que diz respeito a proteção. Há duas possibilidades dentro deste panorama: expansão das proteções, o que de certa forma poderá limitar o acesso ao conhecimento e por outro lado é o compartilhamento do que é produzido afim de que as pessoas tenham acesso a esses conteúdos”, comenta a professora Salete.

 Na noite de abertura, que ocorreu, nesta segunda-feira (27), os participantes debateram ‘Os Desafios e as Implicações das Novas Tecnologias Sobre a Propriedade Intelectual’ com os painelistas: Dr. Rafael Julio Perez Miranda (Universidade Autônoma do México – UAM), Dr. Wilson Engelmann (Unisinos), Dr. Jorge Luis Ordelin Font (pós-doutorando pela IMED). A atividade teve como moderador Dr. Araken Alves de Lima (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual) e coordenador, Dr. José Renato Gaziero Cella (PPGD IMED).

 

 

As atividades seguiram no decorrer dessa terça-feira (28) com palestrantes que contribuíram com ideias e posicionamentos sobre os temas relacionados a biotecnologia, privacidade e inteligência artificial.

Paralelo ao evento ocorrem workshops sobre possibilidades de inovação no direito, sobre o primeiro meme registrado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial, ‘O que queremos’ (utilizado pelos internautas para demonstrar situações de ironia, contradição ou para fazer piadas na web, principalmente com o comportamento dos próprios usuários) e Internet das Coisas. Também acontecem Mostra de Trabalhos e Mostra de Cases de Inovação, Empreendedorismo e Propriedade Intelectual.

 

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia
Quero me inscrever
Fechar

Registrar Interesse

Se interessou pelo curso? Preencha os campos abaixo com seus dados e aguardo pelo nosso contato para mais informações.