Comunicação

Notícias

VOLTAR
17/03/2020
Professor de Direito ensina Responsabilidade Civil de maneira gamificada

Por: Daniel Santos

() comentários

Iuri Bolesina foi premiado no concurso Professor Inspirador na categoria Aprendizagem Ativa

A gamificação esteve presente na disciplina  de responsabilidade civil ao longo de todo o último semestre, aliando a parte teórica com aspectos práticos e lúdicos. Teve como princípios as bases do ensino ativo e buscou o perfil do egresso da IMED. Contou com um elaborado sistema de competição em equipes, pontuação, medalhas, fases e desafios e mais de 10 atividades lúdicas. A competição, inspirada no game Mario Party, tratava-se de uma grande gincana alimentada com micro atividades constantes.

O professor Iuri Bolesina comenta que sempre gostou de videogames e de responsabilidade civil. Porém, queria que isso fosse marcante para os envolvidos – que os impactasse fazendo emergir emoções de todas as cores. !De modo que gamifiquei toda a matéria e não apenas uma atividade. Do início ao fim com tudo que bons jogos geralmente têm: fases, desafios, side quests, inimigos e chefões, easter eggs, conquistas e prêmios. Deu um ‘trabalhão’ organizar, cujo peso foi compartilhado com pessoas que tornaram o feito possível, dentre elas: Tamiris Gervasoni, Gabriel F. dos Santos, Talita Faccin e Júlia Colussi, bem como todos os apoiadores. Percebi muitas coisas positivas e outras a serem lapidadas, mas isso é papo para outra oportunidade. Meu intento com a gamificação era transmitir a paixão que tenho pela matéria para os alunos, tornando algo legal ainda mais divertido. Espero ter chegado perto”, declara.

Ao todo, mais de 60 alunos divididos em 10 equipes concorreram a mais de 5 mil reais em prêmios gentilmente cedidos pelos apoiadores.

Professor Inspirador
O concurso Professor Inspirador, idealizado pela Gerente Acadêmica da Instituição, Juliana Priscila Cardozo, contou com a participação de 23 projetos, que foram submetidos para avaliação do Comitê Acadêmico da IMED. Para concorrer, os professores tiveram que inscrever seus projetos em um dos pilares acadêmicos: Aprendizagem Ativa, Ensino Híbrido ou Educação Empreendedora. O Comitê Acadêmico que avaliou os materiais foi composto pelo Vice-presidente Acadêmico William Zanella, pela Diretora de Pós-Graduação Stricto Sensu e Pesquisa, Caroline Calice da Silva, pelo Diretor de Graduação, Luiz Ronaldo da Silva, pelo Diretor do campus Porto Alegre, Marc Deitos, pelo Gerente de Pós-Graduação Lato Sensu, Renato Luiz da Silva e pela Gerente Acadêmica, Juliana Priscila Cardozo.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia