Comunicação

Notícias

VOLTAR
05/11/2019
O poder da sustentação oral no Direito

Por: Daniel Santos

() comentários

Estudantes da Disciplina de Estágio Obrigatório II - Ênfase em Direito Civil participaram de atividade sobre sustentação oral

A sustentação oral é um complemento da defesa. Nela, o advogado tem a oportunidade de sustentar as razões do seu recurso, ou as contrarrazões do recurso da parte adversária, no dia do julgamento perante os tribunais.

Embora a sustentação oral seja mais um artifício na defesa do cliente, menos da maioria dos profissionais faz uso deste recurso. Estima-se que em um universo de 100 processos judiciais, apenas cinco contam com a sustentação oral. Diante deste panorama, os alunos da Disciplina de Estágio Obrigatório II - Ênfase em Direito Civil participaram de uma atividade que prepara e qualifica os alunos para uma das fases orais dos processos judiciais que é a sustentação oral perante os Tribunais. “É uma importante ferramenta que complementa a defesa assegurada ao advogado que expõem seus argumentos perante os desembargadores no intuito de concretizar a sua tese ou reverter o voto da câmara”, acrescenta a estudante Adriana Werlang.

Recentemente os estudantes visitaram o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) e assistiram sustentações orais nos processos em julgamento. “Nessa visita puderam observar e traçar suas estratégias para a defesa simulada”, relata o professor, Dr. José Carlos Kraemer Bortoloti – responsável por conduzir a atividade.

“Foi uma experiência muito proveitosa onde colocamos em prática o que aprendemos durante a faculdade e com a visita ao Tribunal de Justiça. Práticas e trabalhos assim fazem toda a diferença em nossa graduação, possibilitando que tenhamos mais segurança sobre os procedimentos que devem ser realizados após a formatura”, comenta a estudante Heloise Santini.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia