Comunicação

Notícias

VOLTAR
27/09/2021
IMED renova Conselho de Administração

Por: Karen Vidaleti

() comentários

Com planos de expansão, instituição reúne no colegiado membros com amplas experiências, para contribuir com estratégia de crescimento

Alinhada à estratégia de crescimento que visa a sua transformação em uma plataforma educacional inovadora e de base tecnológica, a IMED renovou a composição do seu Conselho de Administração. Para os próximos dois anos, o colegiado contará com membros com amplas e múltiplas experiências de mercado, de forma a contribuir para os planos de expansão, que incluem a abertura de sete novos campi no Rio Grande do Sul, além da atuação no segmento B2B.

Entre os nomes que passam a integrar o board está o economista Aod Cunha, que atuará como conselheiro independente. Aod, que também é professor, foi secretário da Fazenda do Estado do Rio Grande do Sul e presidente do Conselho de Administração do Banrisul, além de conselheiro em grandes empresas nacionais, como Gerdau, Grupo Vibra, Agibank e Atiaia Energia.

Na vice-presidência, assume Marilú Benincá de David, acionista desde 2008, que, até este ano, atuou como vice-presidente administrativa da instituição. coordenando as áreas Financeira e Contábil; Infraestrutura, TI, Suprimentos, Gestão de Pessoas, Central de Atendimento e Área de Registros Acadêmicos. Na carreira, foi também Diretora Administrativa nas Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul (Ceasa/RS) e no Sistema Cresol de Cooperativas de Crédito. Completam o colegiado a acionista Rachelle Amália Agostini Balbinotti, na posição de conselheira; o jornalista Alfredo Fedrizzi, que permanece como conselheiro, e o administrador Claudemir Bragagnolo, como presidente.

 
Aod (E), Marilú, Bragagnolo, Rachelle e Fedrizzi

Com a nova composição, a instituição eleva a 40% a participação feminina em seu Conselho de Administração, reconhecendo a importância da diversidade e a contribuição da visão feminina para a governança corporativa. Do total de membros atuantes em conselhos de administração no Brasil, apenas 14,3% são mulheres. É uma das porcentagens mais baixas no comparativo ao cenário internacional, segundo a edição mais recente do relatório Board Index Brasil

Os membros foram eleitos em assembleia geral de acionistas e têm mandato de dois anos. O colegiado é responsável, entre outras atividades, pela aprovação anual do orçamento e das diretrizes estratégicas para o planejamento da sociedade, de suas investidas e controladas. Também atua no acompanhamento da execução da estratégia, gestão orçamentária e monitoramento de riscos; nomeação da diretoria executiva; políticas de sucessão de cargos críticos; acompanhamento de riscos, etc.

 

Board Index Brasil

Elaborado pela consultoria Spencer Stuart, o Board Index Brasil analisa aspectos de governança de Conselhos de Administração, incluindo a composição do Conselho, Comitês e práticas de Governança Corporativa. Lançado há 35 anos nos Estados Unidos, atualmente é publicado em 26 países, em caráter bienal ou anual. A edição 2020 traz informações sobre tendências e práticas de governança corporativa em 190 empresas listadas nos segmentos especiais da B3, a Bolsa de Valores do Brasil.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia