Comunicação

Notícias

VOLTAR
01/10/2020
IMED firma parceria com Universidade de Perugia para dupla titulação

Por: Francine Tiecher

() comentários

Convênio Internacional beneficia discentes do Mestrado em Direito da instituição

 

A IMED, por meio do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito - PPGD, firmou mais uma parceria internacional com a Università Degli Studi di Perugia, que permite a dupla titulação no Mestrado em Direito.

A instituição já possui convênio internacional com a universidade italiana, o qual assegura aos pesquisadores do PPGD possibilidades para internacionalização de sua formação, divulgação dos resultados de suas pesquisas e, notadamente o estudo a partir de novas fontes de informação. 

“Essa ampliação do convênio só foi possível por um histórico de relacionamento entre a IMED e a Universidade de Perugia, com professores participando de eventos, tendo no corpo docente o Jacopo (docente italiano e idealizador da parceria) como professor permanente, e professores nossos visitando a Itália. Há também o histórico de relacionamento, de mobilidade e parceria. A dupla titulação vem como consequência desse relacionamento, e para os alunos é uma grande oportunidade, sendo que já temos diversas universidades europeias como referência na área. Eu tive a oportunidade de estudar no exterior e é algo que nos modifica, e recomendo para quem tiver interesse. Também estamos de portas abertas para receber os alunos italianos”, aponta a Diretora de Pesquisa e Pós-graduação Stricto Sensu da instituição, Dra. Caroline Calice da Silva.

Essa nova modalidade de parceria vai oportunizar a mobilidade de discentes para a instituição italiana, o curso de disciplinas em turmas regulares da Itália e a publicação de papers na língua materna do país, além da dupla titulação internacional.

 “Esse é um momento muito importante para o Curso de Mestrado em Direito da IMED. Almejamos muito a dupla titulação, e agora temos uma oportunidade concreta. Na medida do possível, os mestrandos terão a possibilidade de aproveitar os benefícios dessa nova modalidade de convênio, uma vez que a dupla titulação europeia é um diferencial para o currículo e sempre será”, frisa a Coordenadora do PPGD, Dra. Salete Oro Boff.

Entre as disciplinas que fazem parte da dupla titulação, estão: Privacy e data protection; Cybercrime e digital forensics; Cybersecurity; Diritto amministrativo; Diritto europeo della privacy e della sicurezza informatica; Diritti fondamentali e sistemi costituzionali comparati.

“A parceria firmada para esse curso é um mestrado de primeiro nível, ou seja, que tem equivalência com o mestrado acadêmico no Brasil. A oportunidade que ofertamos aos alunos da IMED é de cursar o mestrado italiano no período que vai de janeiro a abril. Esse convênio, que foi assinado e aprovado pelas duas instituições, viabiliza essa dupla titulação. O aluno do PPGD que se matricular no mestrado italiano, vai ter a oportunidade de presenciar as aulas na Itália, cursar duas disciplinas e escrever um paper em italiano com sucesso, além de ter direito ao reconhecimento de um título italiano de pós-graduação stricto sensu. Em resumo, ele terá dois títulos de mestre: uma titulação brasileira e uma titulação italiana. Na titulação italiana, o aluno será mestre em Data protection, Cybersecurity e Digital Forensics”, explica Jacopo Paffarini, docente italiano e idealizador da parceria, que integra o corpo de professores do PPGD.

A Vice-Reitora de Internacionalização e Cooperação Internacional da Universidade de Perugia, Stefania Stefanelli, também destaca o quão importante se torna essa oportunidade para quem cursa um mestrado. "A dupla titulação é uma grande oportunidade pela Universidade de Perugia e pela IMED. As duas instituições vão se aproximar e dar uma chance para os alunos e os docentes de construir uma perspectiva de carreira fora do próprio país. O Mestrado em Data Protection, Cybersecurity and Digital Forensics, confere um título válido no território europeu, que permite a prossecução de percurso de estudo e de trabalhar na Europa. Haverão também professores visitantes viajando tanto para o Brasil quanto para a Itália, promovendo um intercâmbio e a formação de redes de pesquisa que são fundamentais hoje na captação de recursos, no âmbito dos editais da União Europeia e do Brasil”, finaliza.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia