Como Logar?

Comunicação

Notícias

VOLTAR
31/05/2017
ICC retrata um consumidor mais otimista com a situação econômica em geral

Por: Francine Tiecher

() comentários

Os pesquisadores do Centro de Estudos de Mercado e Consumo (CEMEC) da IMED Business School, juntamente com o apoio da Empresa Júnior da instituição, desenvolveram, no mês de abril, mais uma etapa da Sondagem Econômica e Setorial e do Índice de Confiança do Consumidor (ICC). Essa sondagem tem a finalidade de gerar informações de monitoramento da situação atual e antecipação de eventos futuros da economia e de setores específicos na cidade de Passo Fundo. 

Foto: Pixabay

 

Já o Índice de Confiança do Consumidor expressa em números a percepção dos consumidores em relação a situação atual, o futuro da economia, a inflação, as decisões de poupança, consumo e de possibilidades de emprego no município. O índice também levanta outros dados de interesse como a intenção de compra de bens duráveis (carro e casa), a capacidade de economizar x gastos.

Percepção dos consumidores sobre a situação atual e futura da economia do município

 

Os indicadores têm como referência o valor 100, desta forma quanto mais acima deste valor estiver o indicador, mais positiva é a percepção da população. De forma inversa, valores abaixo de 100 retratam uma percepção e expectativas negativas em relação a economia do município.

O resultado do ICC em Passo Fundo ficou na média dos 99,8 pontos em abril de 2017. Isso retrata um consumidor mais otimista com a situação econômica em geral. O Índice da Situação Atual – ISA (90 pontos) reflete uma melhora das expectativas dos consumidores em relação a situação atual bem como para os próximos meses.

Percepção dos consumidores sobre a situação atual da economia do município

 

O Índice de Expectativas – IE apresenta resultados considerados de neutros para bons da economia no futuro (106 pontos), ou seja, para os consumidores pode ocorrer uma melhora da economia nos próximos seis meses, sendo a diferença da situação atual para a futuras 6,2 pontos mais otimista, ultrapassando a barreira dos 100 pontos que pode ser considerado uma mudança de percepção de pessimista para uma neutralidade que se mantido o crescimento das expectativas migre para uma situação otimista.

Expectativa dos consumidores sobre a situação futura (próximos seis meses) da economia do município

 

Há uma considerável redução relatada pelos consumidores pesquisados em relação a inflação que continua fora da casa dos dois dígitos.  Segundo os dados da pesquisa, a estimativa de inflação na percepção dos consumidores será de aproximadamente 7% ao ano. Já a possibilidade de emprego continua como um dos piores indicadores (59,3 pontos). Continua o receio dos consumidores para o consumo, mas com uma pequena melhora na condição financeira das famílias medida pelo ISF (122,1).

Percepção dos consumidores sobre a sua própria situação financeira e da sua família

 

Ao efetuar um comparativo em relação às sondagens anteriores, observa-se um acréscimo na confiança do consumidor na economia de Passo Fundo em abril de 2017 quando comparado ao mês de dezembro de 2016, sendo que o índice de confiança está em um patamar muito próximo de 100 pontos o que pode caracterizar um cenário neutro.

 

 

A expectativa é de melhorias das condições econômicas na percepção dos consumidores nos próximos 6 meses, ou seja,  mesmo com a rodada de eventos políticos e judiciários de votações de reformas e listas de planilhas associadas as investigações da Operação Lava Jato o resultado geral da pesquisa mostra que os consumidores estão se tornando gradualmente menos pessimistas em relação à evolução da economia, mas este movimento ainda é de uma forma moderada e pode existir uma calibragem destas expectativas com os resultados das votações das reformas e os desmembramentos da operação Lava Jato.  

Outro fator analisado foi a contínua deterioração nas condições associadas ao mercado de trabalho, que continua sendo o fator da pesquisa que possui os indicadores mais pessimistas.

Percepção dos consumidores sobre o cenário de emprego e trabalho no município

 

De uma forma positiva, existe a percepção dos consumidores de um menor acréscimo de preços, com a inflação continuando fora da casa dos dois dígitos e uma melhora na situação financeira das famílias.

A pesquisa foi realizada com cerca de 400 consumidores residentes na cidade de Passo Fundo. A amostra aleatória foi estratificada por classes de renda de acordo com os dados do último censo do IBGE.  A partir da coleta dos dados, a análise foi realizada em semelhança aos indicadores de confiança do consumidor utilizados nacional e internacionalmente, o que permite a comparação dos resultados.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia