Comunicação

Notícias

VOLTAR
08/11/2019
Empreendedorismo e inspiração marcam encontro com Maria Anselmi

Por: Eduarda Ricci Perin

() comentários

Evento promovido pela Lídera reuniu associadas e convidados na noite de ontem

A trajetória empreendedora e inspiradora da malharia Anselmi, que iniciou sua história em 1981 na cidade de Farroupilha, foi compartilhada pela diretora Maria de Lourdes Anselmi na noite de ontem (07), em um encontro promovido pela Lídera – Associação de Mulheres Empreendedoras.

Com o apoio da IMED, o evento reuniu associadas e convidados no Kube Home Resort, da CVF Incorporadora. O caminho da empresa até de tornar referência em tricot na América Latina e os valores preservados desde o início foram abordados pela Dona Maria, como é carinhosamente chamada a diretora e fundadora da Anselmi.  

“Comecei com camisas de tecido, aplicando um valor que corresponderia hoje a mil reais. Um dia encontrei uma senhora, de Porto Alegre, que era revendedora. Mostrei meus produtos e realizei a minha primeira venda. Ela disse que me enviaria uma carta caso tivesse mais pedidos. A carta chegou na semana seguinte e o meu começo foi assim”, contou.

Curiosa, inquieta e sempre buscando o conhecimento, Dona Maria também atribuiu o sucesso da empresa ao esforço, ao trabalho e à confiança. “Fazer o melhor, esse sempre foi o meu caminho, então o resultado foi se definindo com base em muito trabalho, dedicação, viagens ao exterior, pesquisas e conhecimento”, destacou.

Instalada em Farroupilha, hoje a malharia conta com 340 colaboradores, que trabalham em um parque fabril com 14 mil m², distribuídos em setores de criação, tecelagem, costura e a tinturaria própria. A empresa também conta com quatro lojas próprias: no Iguatemi JK em São Paulo, no Iguatemi de Porto Alegre, na Av. Borges de Medeiros em Gramado e no I Fashion Outlet em Tijucas.  

Sobre o encontro promovido pela Lídera, Dona Maria exaltou o trabalho da Associação em unir mulheres empreendedoras que desejam, assim como ela, deixar um legado. “Achei fantástico o trabalho, maravilhoso. Mais pessoas deveriam se inspirar neste modelo, porque nós precisamos do outro, o ser humano não consegue ser feliz sozinho e fazer o bem nos fazem bem”, finalizou.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia