Como Logar?

Comunicação

Notícias

VOLTAR
27/09/2017
Curso de Psicologia da IMED é o quarto melhor do Estado

Por: Fabiana Duarte

() comentários

O curso de Psicologia da IMED é o quarto melhor de todo o Rio Grande do Sul, conforme o Ranking Universitário Folha – RUF 2017, publicado pelo Jornal Folha de São Paulo, ficando apenas atrás da UFRGS, PUC e UNISINOS, que conquistaram o primeiro, segundo e terceiro lugares, respectivamente. A avaliação anual do ensino superior no Brasil também posiciona o curso como o 41º melhor no país.

Para a coordenadora do Curso de Psicologia da IMED, Josiane Razera, o resultado é motivo de orgulho para todos e o indicador demonstra a preocupação constante da Instituição em promover ensino de excelência. “Somos um curso consolidado e em constante evolução. Nosso objetivo é oferecer o que há de melhor e mais atual aos nossos acadêmicos/futuros profissionais, que pertencem a esta importante conquista. Essa colocação nos faz crer que estamos no caminho certo e que seguiremos firmes na busca constante por um ensino de qualidade e referência”, afirmou a coordenadora.

“As conquistas do curso de Psicologia são resultado do trabalho coletivo e do empenho de todas as pessoas envolvidas. Comemoramos o resultado do RUF reforçando a importância de acreditar no potencial dos nossos alunos e na competência dos nossos professores e funcionários”, ressalta o coordenador de Cursos de Graduação da IMED, Luiz Ronaldo Freitas de Oliveira.

O RUF (Ranking Universitário Folha) é uma avaliação anual do ensino superior do Brasil feita pela Folha desde 2012. Na edição de 2017 há dois produtos principais: o ranking de universidades e os rankings de cursos. No ranking de cursos é possível encontrar a avaliação de cada um dos 40 cursos de graduação com mais ingressantes no Brasil, a partir de dois indicadores: ensino e mercado. Em cada classificação são considerados os cursos oferecidos por universidades, por centros universitários e por faculdades.

Os dados que compõem os indicadores de avaliação do RUF são coletados por uma equipe da Folha nas bases do Censo da Educação Superior Inep-MEC (2015), Enade (2013, 2014 e 2015), SciELO (2013 e 2014), Web of Science (2013, 2014 e 2015), Inpi (2006-2015), Capes, CNPq e fundações estaduais de fomento à ciência (2015) e em duas pesquisas nacionais do Datafolha.

 

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia