Comunicação

Notícias

VOLTAR
22/02/2022
Coordenadora da Agronomia aposta em formação conectada com o mercado

Por: Eduarda Perin

() comentários

Engenheira agrônoma há 8 anos, Francine Vogel é inquieta na busca de conhecimento nas principais áreas do agronegócio

“Conhecimento não ocupa espaço”. É com essa premissa que a engenheira agrônoma Francine Vogel aceitou o desafio de assumir a coordenação do curso de Agronomia da IMED.

Especialista em Produção Vegetal e mestre em Produção e Sanidade Animal, Francine é fascinada pelas áreas de produção animal e gestão agropecuária. “Como uma apaixonada pela agronomia, acredito que o conhecimento seja indispensável para uma trajetória profissional de sucesso, então me considero inquieta na busca pelo conhecimento nas principais áreas que englobam o agronegócio”, conta. 

Natural do município de Três Arroios, sempre morou em Erechim e atua como engenheira agrônoma há oito anos. 

Sua carreira profissional iniciou como professora de um curso de Técnico em Agropecuária. Em seguida, trabalhou em uma cooperativa de crédito na área de custeio agrícola, seguindo para o papel de consultora, onde atuou por seis anos trabalhando com diversas áreas do agronegócio e conhecendo a realidade e as particularidades de vários estados brasileiros. 

Lecionou também em cursos de Agronomia e realizou o acompanhamento como consultora particular em propriedades rurais de todo o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, além de ministrar cursos e treinamentos na área agropecuária.

Ao assumir a coordenação do curso, Francine tem o propósito de contribuir para uma formação diferenciada e de impacto para os estudantes de agronomia: “Uma demanda antiga, vivida por mim e por inúmeros colegas em sua formação”. 

Ela escolheu a IMED por considerar a instituição como referência em ensino, empreendedorismo e inovação na região. “Assumir a coordenação do curso de Agronomia da instituição foi um desafio incrível e de grande responsabilidade. Me apaixonei desde o primeiro momento pela proposta diferenciada do curso, indo ao encontro dos meus princípios e valores e ao que realmente faz a diferença no processo de formação dos futuros profissionais da agronomia”, destaca. 

Sobre o curso, as expectativas são as melhores possíveis para Francine. “O objetivo é gerar evolução na condução e consolidação do curso, buscando torná-lo referência entre os cursos de agronomia da região, formando profissionais realmente diferenciados que tenham uma excelente adesão e performance no mercado de trabalho”, ressalta.

Para a engenheira agrônoma, a IMED tem, em sua essência, inúmeros diferenciais que vão ao encontro das demandas e constantes atualizações exigidas aos novos profissionais do agronegócio. “A parceria já existente com empresas de grande renome no meio agrícola e pecuário também enfatiza o nosso compromisso em entregar aos nossos alunos um ensino de qualidade, estando em constante contato com o que há de mais novo em tecnologias no agronegócio”, finaliza.

 

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia