Como Logar?

Comunicação

Notícias

VOLTAR
12/07/2018
Ciência aplicada na prática

Por: Liliana Crivello

() comentários

Dar parecer de uma atividade, após sua realização com o objetivo de apontar os pontos positivos e pontos a melhorar de uma empresa, entidade ou organização, é o objetivo de uma devolutiva de pesquisa. Aproximando a academia do mercado, um professor de IMED desenvolveu com seus orientandos uma metodologia para devolver o resultado para quem foi pesquisado, contribuindo para a promoção de melhorias e do entendimento das necessidades em empresas e organizações.

As pesquisas no modo científico, buscam a verdade, pois o pesquisador não tem nenhum compromisso com a empresa, não há contrato, apenas a busca de dados que permitam descrever ou identificar determinada situação.

A prática de devolutiva foi recentemente aplicada pelas Alunas da Imed, Vivian Anese e Samara Muhammad, sob orientação do professor PhD, Carlos Costa dos cursos de graduação e mestrado em Administração e aos poucos a cultura começa a tomar conta e integrar trabalhos realizados em diversos níveis acadêmicos.

A metodologia é simples e busca oferecer subsídios em linguagem empresarial que sirvam para tomada de decisões, planejamento de estratégias e outras medidas corporativas. Para realizar a devolutiva, os alunos são estimulados a preparar um relatório em linguagem de mercado, demonstrando os resultados obtidos.

De acordo com Vivian a pesquisa feita para a conclusão do Mestrado em Administração tinha o propósito de mapear as organizações Sem Fins Lucrativos (OSFL). “Eu não queria fazer algo apenas para dizer que tenho um título. Queria fazer algo que trouxesse algum benefício para alguém. Numa entidade assistencial, o cliente é quem vai até a entidade em busca de algo, mas o que as entidades estão oferecendo é o que as pessoas realmente precisam? Foi com este intuito que desenvolvi a pesquisa”, disse.

No terceiro setor, as organizações prestam serviço e não visam retorno de lucro para si e sim para investir nas pessoas para que possam sair de uma situação difícil. Conforme Vivian a devolutiva foi muito importante para mostrar para os gestores das entidades o achado do estudo. “Acredito no processo recíproco. Acredito que quem colaborou no processo, tenha direito de saber o resultado e se entender necessário, planejar e projetar melhor suas ações”, afirma.

Para concluir a graduação em Administração, Samara Muhammad pesquisou sucessão em empresas familiares. Segundo ela realizar a devolutiva estava nos planos do trabalho de conclusão desde o planejamento. “O que não estava nos planos era desenvolver um material em forma de livro, com as informações para deixar como registro para a empresa. Inicialmente a ideia era fazer a devolutiva na matriz e nas filiais primeiramente aos donos e depois aos funcionários. A pesquisa que resultou na elaboração do documento de conclusão de graduação retrata implicações envolvendo o processo sucessório, a importância da adoção de mecanismos de governança nas empresas familiares e como é fundamental que a mudança ocasionada pela sucessão seja realizada de forma transparente e com o envolvimento de todos os que fazem parte da empresa”.

Para Samara, os resultados obtidos na pesquisa auxiliam na compreensão da importância e dos benefícios que uma sucessão planejada pode trazer para todos os envolvidos no processo. “Os gestores estavam ansiosos com o resultado, pois fazia pouco tempo que a sucessora tinha assumido a gestão da empresa. Além da disponibilidade e interesse que os gestores demonstraram pelo resultado, o legal de conseguir mostrar os dados da pesquisa aos gestores, foi que a partir disso eles perceberam quais foram os impactos do fundador estar cedendo a gestão à sucessora e como os funcionários estavam reagindo a isso. Eu achei curioso e motivador o interesse que os gestores mostraram pelo estudo. Eles realmente queriam saber como os funcionários estavam se sentindo com a troca de gestão”, esclarece.

 

Foto: Divulgação/IMED

 

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia