Comunicação

Notícias

VOLTAR
05/08/2020
As tecnologias e o mundo de trabalho contemporâneo

Por: Francine Tiecher

() comentários

Alunos do 3º ano do Colégio Bom Conselho debateram o tema com o Coordenador do Curso de Ciência da Computação da IMED, Marcos Roberto dos Santos

 

Os alunos do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Salvatoriano Bom Conselho participaram de uma palestra sobre o tema “As tecnologias e o mundo de trabalho contemporâneo”, ministrada pelo Coordenador do Curso de Ciência da Computação da IMED, Marcos Roberto dos Santos.

Marcos falou um pouquinho sobre o mundo de trabalho contemporâneo, sobre os pilares da tecnologia 4.0, tecnologias aplicadas (internet das coisas, big data, segurança da informação, inteligência artificial, processamento de imagens, entre outros) e modelos de aplicação em pesquisa.

“É sempre importante a gente poder trocar informações com os alunos que estão terminando o ensino médio, principalmente no momento ao qual eles tem que tomar uma decisão. Então, pra gente, levar a tendência das profissões para esses alunos é bem importante. O mundo do trabalho contemporâneo está diferente, tudo mudou, e esses jovens precisam entender que as coisas não são mais como eram na geração dos pais deles e dos avós. E obviamente, sempre trazendo enfoque da tecnologia, porque não importa a área em que se vai atuar: medicina, arquitetura, engenharia, direito, todas elas vão necessitar dos conhecimentos tecnológicos. Você tem que estar adaptado à tecnologia para ter um desempenho satisfatório na tua profissão. Então esse tipo de compartilhamento de experiências é sempre bacana. Essa é uma palestra que faz parte do ciclo que a IMED faz nas escolas, juntamente com a palestra “Vida Digital Saudável”. Essa teve um outro objetivo, que é trabalhar e apresentar pros alunos o mundo do trabalho contemporâneo, e mostrar pra eles os pilares da indústria 4.0, pois se pararmos pra ver, hoje, tudo está indo para esse cenário: temos a medicina 4.0, temos o agro 4.0, a indústria 4.0, tudo está no 4.0 que é esta 4ª revolução tecnológica, e os profissionais tem que se adaptar porque é uma onda e não tem mais volta”, explica Marcos.

A iniciativa do debate, que ocorreu de forma online com os 25 estudantes participantes da atividade, partiu do convite da professora do Colégio, Alessandra Goelzer Alves Antunes.

Galeria de Imagens
comentários sobre esta Notícia