Apresentação

O programa Letramento em Programação dirigido nacionalmente por Mozart Neves Ramos, Diretor de Inovação do Instituto Ayrton Senna, foi lançado em 2015 e tem por objetivo desenvolver habilidades para os cidadãos do século XXI, como fluência tecnológica, criatividade, resolução de problemas complexos e empreendedorismo, usando como vetor o pensamento computacional. Vale salientar que o objetivo do projeto não é formar programadores, e sim, através da programação, inspirar e despertar os comportamentos que potencializem as habilidades já citadas. SAIBA MAIS AQUI.

Para implementação do Letramento em Programação nas escolas, se utiliza ferramentas de programação de computadores para crianças, que diferente da programação profissional, tem finalidades didáticas. Desde 2014, um movimento mundial chamado CODE.org, propõe o uso de programação de computadores em escolas, visando exatamente desenvolver o raciocínio lógico e a criatividade, mobilizados com a finalidade de resolução de problemas do cotidiano. Podemos citar três exemplos de movimentos mundiais nesse sentido: Estados Unidos, Finlândia, e Reino Unido.

Com todo esse movimento de alguns dos países que mais despontam na lista dos melhores ecossistemas educacionais do mundo, o projeto Letramento em Programação do Instituto Ayrton Senna está em plena expansão em São Paulo e Rio Grande do Sul.

Na primeira fase do projeto em 2015 em SP, o Instituto Ayrton Senna em parceria com a Universidade São Francisco e Prefeitura Municipal de Itatiba, desenvolveram o piloto, que teve como objetivo o desenvolvimento e execução da metodologia e preparação de material para as oficinas de letramento em programação em 6 escolas municipais, com cerca de 50 jovens formados.

No ano de 2016, o Instituto Ayrton Senna fechou uma parceria com a Imed, criando a primeira iniciativa do projeto no sul do Brasil, chamado Núcleo de Programação Norte Gaúcho, coordenado e executado pela equipe do InovaEdu – Laboratório de Ciência e Inovação para a Educação da Imed, em parceria com as Prefeituras Municipais de Passo Fundo, Marau e Sananduva do Rio Grande do Sul.

Formatura Núcleo de Letramento Norte Gaúcho na Imed Passo Fundo

 

No dia 3 de dezembro de 2016, na Imed Passo Fundo, foram formados os estudantes do primeiro módulo do projeto, que atendeu 100 jovens de 6º ano fundamental de 11 escolas públicas e do projeto social Bombeiros Mirins de Passo Fundo, Marau e Sananduva. SAIBA MAIS.

Em 2017, tivemos mais 4 municípios que iniciaram a participação no Letramento em Programação Norte Gaúcho, Carazinho, Coxilha, Lagoa Vermelha e Tapejara, sendo no total 22 escolas e aproximadamente 400 jovens do ensino fundamental público, tendo ampla divulgação em toda a região norte do RS, impactando ainda mais toda a região. Também continuamos atendendo os Projetos Sociais Bombeiros Mirins e CEMAE.

 

Em novembro de 2017 tivemos o TECH OSCAR, onde formamos 230 alunos. SAIBA MAIS.

Em 2018 o Letramento em Programação do Norte Gaúcho fez parceria com mais 3 municípios, Ernestina, Getúlio Vargas e Ibirapuitã. Além de também ampliar o programa para a rede das escolas estaduais em Ibiaçá e Ibiraiaras, devido a parceria entre o Instituto Ayrton Senna, a Imed e o Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE) do Rio Grande do Sul. Com essa ampliação da rede de atuação do Letramento em Programação, atualmente participam 35 escolas da rede estadual e municipal e quase 800 jovens fazem parte do programa.

 

Conheça mais sobre o Projeto ASSISTINDO A REPORTAGEM.